Scroll

A atmosfera

A vinha

São cerca de 3.300 pés de vinha velha com mais de 100 anos e vários milheiros de pés de vinha nova plantada a partir de 2010. Esta é neta da velha; usa o mesmo porta enxerto, o mesmo material vegetativo e parte dela foi plantada na área de vinha velha para preenchimento de falhas.

De volta ao mundo antigo das castas e do vinho alentejano. Uma recuperação do sistema agrícola tradicional.

A vinha não aramada é conduzida em taça, tem um grande número de castas todas misturadas, é consociada com olival e árvores de fruto, tal como todas as vinhas antigas desta linda região, e convida a passeios para colher frutos ou apreciar a imensa paisagem.


As hortas e os animais

A quinta possui um grande espaço servido por tanques fontanários que a alimentam de água durante as estações secas. São os nossos “jardins de alimento”. Fornecem o agroturismo com todas as hortícolas e permitem ao hóspede momentos lúdicos de contacto com as plantas, que por vezes não conhece, e colher os produtos que comerá mais tarde ou levará com ele de volta à casa própria.

Ovelhas e galinhas são os animais que nos ajudam na nossa agricultura, controlando a vegetação espontânea e estrumando as terras. Além disso fornecem esporadicamente carne bio de grande qualidade e ovos frescos.


As Fontanários

São uma “imagem de marca” deste Parque Natural. São às centenas dispersos pelos 31.750 hectares da sua área total. Na nossa quinta, 4 Fontanários recolhem as águas que brotam de nascentes e correm encanadas em telha romana no fundo de contra minas (túneis de pedra subterrâneos) construídas à força de braço, pelos “antigos”. Os murmúrios da água vivem connosco todo o ano. Estas nascentes, nem nos anos de seca mais severa se esgotam. É bom ouvir o som de água corrente à sombra do sol Alentejano.


A região

O Parque Nacional Serra de São Mamede

Com 40 km de comprimento e 10 km de largura é o Parque Natural mais habitado do país. Cerca de 30.000 habitantes em povoamento disseminado.

O “Campo Urbanizado” por excelência. Grande diversidade paisagística e florística: soutos consociados com montados ou olivais, carvalhais com pastorícia, hortas nas terras mais frescas, todo o tipo de árvores de fruto desde o citrino à cerejeira e… muita vinha. Uma colagem paisagística de todo o interior de Portugal.

Ambiente calmo e repousante, clima mediterrânico/continental, geologia complexa, com vários tipos de solo (graníticos, xistosos e calcários) e muita água. Uma ilha sempre verde no meio do sequeiro alentejano.

GuestCentric - Hotel website & booking technology